Passar para o conteúdo principal
x

NOTÍCIAS

O que move os jovens?

Está a decorrer durante do dia de hoje a Conferência “Que causas movem os jovens?”  no centro Cultural de Cascais!


A sessão abriu com a Catarina Marques Vieira, Comissária da Capital Europeia da Juventude, que falou sobre a necessidade de aproximar os jovens das causas politicas e europeias, da criação do Observatório da Juventude e da necessidade de compreender e saber quais são as ambições e expectativas dos jovens. Realçou também a necessidade de existir uma justiça intergeracional uma vez que as democracias tradicionais não respondem ás necessidades dos jovens.
Laçou as perguntas de como ultrapassar estas dificuldades e sugeriu a atualização do sistema democrático através da integração dos jovens através das suas ambições dando assim aos jovens o direito realmente concerto para tomar as suas decisões.
Os jovens são todos diferentes e é necessário que a Identidade de cada um e a possibilidade de ter espaço para participar seja respeitada.

Seguiu-se o Presidente da Câmara Municipal de Cascais que elogiou a melhor Capital Europeia da Juventude de sempre, deu as boas vindas ao ISCTE e à Universidade Católica que também estavam presentes juntamente com a secundária da Cidadela.
A Candidatura da Capital Europeia da Juventude é uma marca transformadora e inspiradora para Cascais sublinhou Carlos Carreiras  que reflete o que é que os jovens vivem e sentem aqui em Cascais nesta fase da vida.

Seguiu-se o inicio do painel com a presença de quatro associações juvenis, três cascalenses e 1 do Porto:


Movimento Claro: Carolina Gonçalves
Movimento de cariz ambiental que se iniciou com a luta contra as palhinhas usadas em estabelecimentos comerciais, hoje são mais de 60 os associados


Associação da Base ao Topo: Vasco Galhardo Simões;
Associação cultural que visa o apoio a jovens artistas na exposição, divulgação e venda das suas obras;

Associação Pegadas: Marta Carreiras
Associação de campos de férias que trabalha com 5 instituições sediadas em bairros desfavorecidos dos concelhos de Cascais e Amadora.

Rede Ex-Aequo: Paulo Carvalho da Silva
 associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, trans, intersexo e apoiantes com idades compreendidas entre os 16 e os 30 anos em Portugal. Tem como objectivo trabalhar no apoio à juventude lésbica, gay, bissexual, trans ou intersexo e na informação social relativamente às questões da orientação sexual e identidade e expressão de género.

Os painéis irão continuar pelo resto do dia com um período  que será dedicado a estudos e diagnósticos sobre a participação política dos jovens na União Europeia, participação em atos eleitorais, principais áreas de intervenção e sentimentos de pertença em relação à Europa em pleno século XXI.
Oradores: Nuno Almeida Alves (ISCTE) e Nuno Sampaio (Universidade Católica)